07-07-2011 15:39:42

Entrevista Exclusiva com o famoso ator José Mojica Marins

Personagem folclórico da cultura brasileira, revolucionário, maldito, marginal. Com 63 anos de atuação no cinema brasileiro, José Mojica Marins criador do mitológico personagem Zé Do Caixão, sempre traz em suas palavras, novos projetos.

Por Daiverson Machado (Rio de Janeiro)


José Mojica Marins criador do mitológico personagem Zé Do Caixão, sempre traz em suas palavras, novos projetos, idéias de roteiros e a vontade de sempre produzir, apesar das dificuldades de se fazer cinema.Cineasta pioneiro em produzir filmes de horror no Brasil e criador do primeiro personagem de terror feito originalmente para o cinema, o diretor começou a fazer filmes ainda jovem, aos 10 anos. Seu pai trabalhava em uma sala de cinema no centro de São Paulo e ele passou a filmar pequenos curtas e projetá-los para pagar as despesas da produção. Desde então, grande parte de sua obra foi feita com pouca verba.Com grande identificação com o público jovem, tendo se apresentado junto de bandas de Heavy Metal, o cineasta confunde-se com seu personagem e às vezes não sabemos se é Mojica ou Zé do Caixão quem nos fala.Redescoberto pela crítica internacional, Cofin Joe (como é conhecido no exterior), foi elogiado pelas principais revistas de cinema do mundo, dentre elas a Cahiers Du Cinema. Homenageado no Sundance Film Festival de 2001 com uma Menção Honrosa, o cineasta foi apresentado como "Bela Lugosi dos trópicos".Cultuado por jovens cineastas que hoje produzem filmes em celular e câmeras caseiras, inspirados pelo mestre, o cineasta sobreviveu à margem da indústria, produzindo filmes de terror com a nossa cara, que hoje são reconhecidos no mundo todo.

Micmag.net : O que você diria à um jovem que quer fazer cinema?

A sétima arte é a coisa mais forte que nós temos. Fazer cinema é fazer algo cultural e faz você se elevar mais que os outros, tornando-se com o tempo, um ser completo. Em minhas viagens, eu incentivo novos cineastas a se mobilizarem junto aos governos, até mesmo a realizar passeatas com o Presidente da República em busca de verbas.e principalmente que estas verbas tenham destinação corretas.

M : Qual experiência mais assustadora que você já teve na vida?

Já dormi em cemitérios, necrotério para ver se encontrava alma penada, seres de outro mundo ou alguma coisa nesse sentido, mas não vi nada, por isso não acredito. Mas a experiência mais assustadora da minha vida aconteceu há mais de 10 anos no Rio Grande do Sul, quando eu, minha companheira, amigos e equipe de filmagem, conhecemos um homem que dizia ter vindo dos EUA com a esposa . Em uma quarta feira de cinzas, ele nos convidou para visitar uma fazenda, propondo-nos então, que ficássemos até na sexta feira. Este homem mostrava ser uma pessoal “legal” e durante a conversa, começou a falar sobre sacrifício de animais e me perguntou o que eu achava sobre sacrifícios humanos. Eu inventei uma história dizendo que isso trazia uma energia negativa que acompanhava e prendia a pessoa para o resto da vida e esta começava a fazer coisas erradas e que era recomendável evitar sacrifício de humanos. A partir daí, eu comecei a me apavorar. O sujeito apresentou- me o pai, fundador de uma cidadezinha do Rio Grande do Sul, juntamente com a mãe. Já estavam há 20 anos numa cama gemendo. Até aí, o susto foi tão grande que amigos e equipe de filmagem que me acompanhavam saíram do local, restando-me apenas a minha companheira. O homem pergunta o que nós achávamos de acabar com aquilo. Nós demos a entender que era perfeito. Eu pedi para ser liberado, juntamente com minha companheira, amigos e equipe de filmagem. O homem propôs irmos à igreja após o jantar. O local do jantar era repleto de ratos, gatos, um local muito feio. Após o jantar, seguimos rumo à igreja. Chegando lá, eu descobri que o homem expulsou o padre, consequentemente, encontraram a igreja completamente vazia. Foi feito uma churrascada com vinho, então o homem pediu que eu fizesse um discurso como Mojica e em seguida outro como Zé do Caixão. Naquele momento, eu já acreditava estar com os dias contados. Aquele homem dizia não gostar de humanos. Senti meu medo aprofundar-se, comentei com minha companheira que o homem parecia querer nos matar. Pensei em inventar algo assustador, sabia que não poderia demonstrar medo, senão poderia ter realmente as nossas vidas ameaçadas. O homem após apresentar os pais, agora queria apresentar o filho, os avós... estávamos num cemitério nos fundos da casa daquele homem. Os ossos estavam fora da terra! Para mim, aquele era o teste final. Ou topava ou virava cadáver eu e a minha companheira. Ao ser apresentado para o “tio”, eu cumprimentei o cadáver. Com as “primas” tive que dançar valsa com o esqueleto, beijá-lo, enquanto era observado pelo homem e seu secretário. Ao fim, tudo terminou bem. O homem após tudo isso disse ter gostado de mim, tornaram-se meus fãs e sugeriu que fizéssemos um filme de vampiro juntos. De volta à São Paulo, eu e minha companheira fizemos um apanhado do caso, denunciamos ao governo gaúcho e ao Jornal Folha de São Paulo, então descobrimos que para aquele local eram levados jovens sem família. Após investigação o homem foi preso.

M : Eu vi em uma entrevista, você falando que um dos primeiros filmes que te deu medo, foi um filme sobre doenças venéreas. Você acha que o ser humano assusta mais que qualquer alma do outro mundo?

Senti muito medo ao assistir um filme sobre doenças venéreas, mas o que mais me mete medo é o ser humano, pois esse, na minha opinião, faz realmente mal.

M : Quais são seus próximos projetos?

Tenho viajado até Pouso Alegre, Sul de Minas Gerais, para descobrir mais sobre uma lenda de um homem que cometeu um estupro, onde a população pegou, matou e o enterrou. Mas descobriram que após um ano a terra não havia comido a carne e que de tempo em tempo ele levantava uma das mãos. Então a população queimou o corpo e jogou as cinzas no mar. No tempo em que eu estiver lá, pretendo oferecer duas oficinas na cidade, além de fazer um filme relativo a essa lenda, cujo nome escolhido é “Corpo Seco”.

M : Mande-nos uma de suas pragas:

Eu como Zé do Caixão vou jogar uma praga aos políticos corruptos do Brasil: “A todos os políticos corruptos, que fazem a sua vida sem olhar para o próximo, principalmente a quem o elegeu aqui vai a minha praga: “Que sua língua se transforme em cobra e devore todas as suas entranhas, que sua parte sexual acabe completamente e suas tripas fiquem se arrastando com você por toda a eternidade, sentindo os horrores do que vai acontecer.



  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • linkedin
  • Mixx
  • MySpace
  • netvibes
  • Twitter
 

Eventos

Alô !!! Tudo bem??? Brésil-La culture en déliquescence ! Un film de 1h08 mn

Photo extraite du film de Mario Grave - S'abonner sur notre canal Youtube  pour avoir accès à nos films :

The new novel- You can get it in Amazon or Fnac. Here is the link

Au cœur de la meseta du Nouveau-Mexique au sud des Etats-Unis, Mink un photographe français partage sa vie av...

Reportage en Arménie - Micmag 2018 sur les routes du monde - Notre film

A la découverte des cultures de pays méconnus de la planète. Micmag a fait ses valises pour se rendre entre Asie et Eur...

Jusqu'où iront ces mégapoles latino-américaines ?

Qualité de vie-Innovations-Dangers-Démesure- joie de vivre-UN DOSSIER MICMAG

Mundo vintage (clicar no título)

(Re) découvrez les grands tubes anglo saxons des années 50, 60, 70, 80... et les anecdotes et histoires qui les entourent... Cette semaine Space Oddity de David Bowie.



Destaques de París

Présentée dans la salle Saint-Jean de l’Hôtel de Ville du 9 octobre au 19 décembre, Cette rétrospective est la première consacrée à l’œuvre de Cabu. Un hommage joyeux à celui qui fut l’un des plus talentueux et populaires dessinateurs de presse de sa génération. L'entrée est gratuite. Pour en savoir plus, ici.

Notícias

Du fric dans le slip du sénateur brésilien
De l'argent destiné à la lutte pour la pandémie détourné par un sénateur brésilien caché dans son slip. Un proche de mister Bolsonaro !
 
Une petite pensée pour...
Si un détraqué ne l'avait pas assassiné le 8 décembre 1980 à New York, John Lennon aurait eu 80 ans aujourd'hui (9 octobre).
 
Marvin Gaye bat les Beatles parmi les meilleurs disques de tous les temps

 Marvin devient une valeur sûre ! Le rock est en perte de vitesse et le rap s'envole dans les ventes chez les disquaires de la planète


 
Secret : Almodovar et son prochain film
"La Voix Humaine" est le prochain film de Pedro Almodóvar avec Tilda Swinton
L'adaptation de la pièce de Jean Cocteau sera présenté au festival de Venise et il est fort probable que ce soit un court-métrage

 
Sortie du film "White Riot

Fin des années 70, Royaume-Uni. Face à la montée de l’extrême- droite nationaliste et raciste, né le Rock Against Racism qui, avec The Clash, va réconcilier sur des rythmes punk, rock ou reggae les communautés d’un pays en crise. Voir la bande-annonce, ici.

Disco da semana

Au coeur de la France rurale- Bistro picard - 2016 - ©HM

Send your picture to be published at  : contact@micmag.net