Rio de Janeiro - voiz Libre

Pedro D-Lita :"Fui apresentado ao Morro do Cantagalo no começo da década de 80"

Pedro D-Lita - 5 mai 2014
"A minha ida para escola pública e, consequentemente, a convivência com os colegas da escola, foi um ato inconsciente para me aproximar da população negra da cidade, já que na nossa casa temos extensas ligações e vivências com bairros populares de Salvador "

Fui apresentado ao Morro do Cantagalo no começo da década de 80, quando, ainda bem pequeno, fui convidado pelo cineasta Neville de Almeida para participar do polemico filme "Rio Babilônia". Eu fazia papel de um pivete, ao lado do ator Romeu Evaristo, muito conhecido nos anos 70/80 por sua atuação como Saci Pererê, no Sitio do Picapau Amarelo. O elenco dos pivetes contava com jovens do morro, além do filho de Neville,Tamur Aimara.

Fizemos repetidas vezes cenas descendo as escadarias do Quebra, descida do morro que dá na Rua Teixeira de Melo, em Ipanema. A partir dessas gravações, passei a conhecer alguns jovens do Morro. Já na adolescencia, reencontrei o Robson, o Doidao, entre outros, que participaram do filme, e sempre nos lembrávamos das gravações.


O filme é marcado por cenas eróticas, mas, para além disso, pioneiro em abordar temas sociais, antes do premiado Cidade de Deus,

 e depois do elogiado Rio 40 graus de Nelson Pereira dos Santos. Problemas sociais que vêm de muito tempo, com raízes profundas na Aboliçao descoordenada da Dona Isabel.


No ginásio estudei em uma escola publica no bairro do Horto, onde 50% dos alunos era de moradores do bairro (do Condomínio até depois do ponto final do 558) , e os outros 50% eram divididos entre a Rocinha, Vidigal, Parque da Cidade, Cruzada, Santa Marta e, se nao me engano tinha um aluno do Galo, que se chamava Renato. Ficamos parceiros da 5a até a 8a série, quando, na turma 804, ficamos ainda mais próximos. Passei a frequentar a casa da sua familia no Morro do Galo, onde comi, bebi, me diverti muito e também presenciei cenas fortes de violência policial, como o BOPE começando a invadir as 8 da noite e so saindo 6 da manha.
Vi a sua filha na barriga, nascer e crescer até uma certa idade. E nesse último domingo, vendo uma homenagem na tv, descobri que ela é mãe da filha do dançarino que mataram em mais um episódio do faroeste caboclo carioca.

A minha ida para escola pública e, consequentemente, a convivência com os colegas da escola, foi um ato inconsciente para me aproximar da população negra da cidade, já que na nossa casa temos extensas ligações e vivências com bairros populares de Salvador : Caixa D'água, Santo Antonio Além do Carmo, Baixa do Bonfim (Cidade Baixa) entre outros, onde a maioria da nossa família e amigos éramos pretos, ou "quase pretos". E quando eu voltava pro "asfalto" no Rio… cadê?

Frequentando os morros e a capoeira conheci o ativista social Sidney Tartaruga . Fizemos algumas parcerias e durante uma longa temporada encabeçavamos um programa na rádio Comunitaria Panorama FM 88,3. Começamos a ensaiar o projeto musical que criei chamado Stereo Maracana, na sede do Surf Favela, também com uma base no CIEP - uma das escolas públicas com horário integral idealizadas por Darcy Ribeiro e Leonel Brizola, por isso conhecida como o Brizolao do Complexo PPG (Pavao, Pavaozinho, Galo).Depois tivemos algumas desavenças, e cada um seguiu com seus projetos em caminhos diferentes. Hoje já estamos de boa.

Atualmente morando na Europa, fui contactado, há alguns meses atrás, por um produtor francês para produzir através do meu selo B•Mundo, em parceria com outros coletivos brasileiros que trabalham com cultura por aqui, uma exposição com live concert + dj set. O objetivo era lançar em Paris e Londres o pintor de arte figurativa Caio Nascimento - cria do Cantagalo, que através do seu trabalho, e o seu ponto na Feira Hyppie da Praça General Osorio, já fez exposições em Nova York e na California. 
Aceitei no ato, e ja estamos preparados para a vernissage no dia 19 de junho, em uma galeria na "Place de la Bastille" e em seguida fechamos mais quatro datas com expo, shows e festas para a divulgação do trabalho do artista aqui no Velho Continente.


  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • linkedin
  • Mixx
  • MySpace
  • netvibes
  • Twitter
 

ÉVÉNEMENTS

VINTAGE & COLLECTIONS

Eté 1967, les Procol Harum sortent le "slow qui tue", "A Whiter Shade of Pale", une des chansons les plus diffusées de ces dernières années et une des plus reprises. Et la dernière version se trouve dans le nouvel album de Santana,"Blessings and Miracles". Lire la suite, ici.


SORTIR À PARIS


Paris - Jusqu'au dimanche 2 janvier 2022
Dalí, l'énigme sans fin

L'Atelier des Lumières vous propose jusqu'au 2 janvier 2022 une balade dans les oeuvres du plus insaisissable des Catalans, Salvator Dali. Une exposition immersive sur une bande son des Pink Floyd. A ne pas rater. Lire la suite, ici.



ATELIER DES LUMIÈRES
38 RUE SAINT-MAUR
PARIS 11E
16 EUROS

BRÈVES

Journée nationale contre le harcèlement scolaire

Depuis le 1er janvier 18 enfants se sont suicidés en France et, chaque année, plus de 700 000 élèves sont victimes de harcèlement scolaire soit près d'un enfant sur dix. En savoir plus, ici.

 
Une messe pour la mémoire d'un cruel dictateur
Le 20 nov 2021 jour de la mort du dictateur Franco a eu lieu une messe à Grenade où assistait le numéro du PP (parti de droite). Une droite qui refuse le travail de mémoire et une reconnaissance des fosses aux 110 000 assassinés
 
Un enregistrement inédit de Lennon mis aux enchères

Estimé entre 27 000 et 40 000 euros, une cassette audio avec un enregistrement inédit de John Lennon va être mise aux enchères à Copenhague le 28 septembre. Il y chante une œuvre inédite, réalisée en 1970 lors d’un séjour méconnu au Danemark.

 
Brésil-Le ministre de l'environnement fier acteur de la déforestation
Cynisme en politique ! Salles, l'ex ministre de l'environnement est un fier acteur pris la main dans le sac du déboisement amazonien pour enrichissement familial.
 
Le salon Livre Paris devient un Festival
En 2022, le Salon du livre change de nom et de formule. Il s'installera, du 21 au 24 avril, au Grand palais de Paris, mais aussi dans la proche couronne parisienne et, à terme, dans toute la France.